Skip navigation

Quando era pequeno tinha uma BMX (ou algo aproximado para as crianças). Depois deixei de andar de bicicleta e nunca mais me preocupei com essa coisa das BMX. E apesar de há uns anos ter voltado a andar de bicicleta, de BTT, nunca liguei muito a essas bicicletas de quadros e rodas pequenas, que sempre associei à infância.

Contudo, de há uns tempos para cá, tenho tido alguma curiosidade em experimentar andar a sério numa BMX, porque vou vendo outras pessoas em parques ou mesmo só a andar no meio da cidade, e penso que iria gostar de fazer o mesmo.
Tenho pensado em comprar uma (nova ou usada), mas pouco sei sobre o assunto. E é-me complicado julgar qualidades e ofertas de marcas sem saber o que a ‘casa’ gasta. Por isso lanço aqui este post para expor algumas dúvidas e preconceitos e obter algumas respostas de quem de facto anda de BMX. Sei que ninguém vai ler isto, e se ler pouco vai ligar, e até poderei já ter comprado uma bicicleta entretanto, mas mesmo assim vale a pena registar aqui algumas dúvidas que por esta altura tenho.

Então o que tenho lido é que existem BMX de freestyle, race e flat land. Sei que para as primeiras (freestyle), os quadros são mais robustos, as rodas devem ter 42 ou 48 raios (ou 36, mas fortes), pneus gordos para cidade, um pedaleiro de três peças (nunca conheci outros), u-brakes à frente e atrás pela modularidade que permitem e guiadores e pedaleiro de aço. E sei que as segundas (race), têm materiais mais leves e menos resistentes, pneus com ‘dentes’ como os das BTT, v-brakes e algumas até têm quadros em alumínio. Sobre as terceiras, penso terem uma distância entre eixos mais pequena, sendo os travões ou aqueles mecanismos que permitem rodar a direcção 360º e não dar cabo dos travões, uma opção.
Relativamente a rodas, fico na mesma, porque não sei quais são as rodas de 36 raios mais resistentes. E ainda relativamente às rodas, não sei qual será a diferença entre 20, 24 e 26″ no uso que uma BMX têm. A ideia que sempre tive é que o tamanho pequeno permite mais manobrabilidade e mais aceleração em espaços pequenos.
E sobre as marcas, as que conheço até ver são a Haro, Wethepeople, Mirra, DK, GT, Ilegal (que já conhecia há uns tempos), Fitbikeco, Flybikes, KHE Bikes, Redline, Proper, Eastern Bikes, Subrosa, UMF, Shadow Kink, Verde Bicycles, Hoffman, Specialized e penso que a Berg também terá algumas. Mas lá está, dou uma vista de olhos para os componentes e não me dizem nada.
Enfim, tudo coisas que não devem fazer muito sentido para quem anda nessas tais de Bicycles Motocross, já que tudo varia consoante a pessoa que anda na bicicleta e o que quer fazer.

No meu caso, as dúvidas são as seguintes:
– com 1m80 de altura e 90kg, qual o tamanho do quadro que devia escolher ?
– qual a diferença, a nível prático, entre uma BMX como esta (a F3 :P) e uma bicicleta como esta ou esta ?
– e esta, pode-se partir com saltos mais abusivos, ou sem recepção ? é que só tem 36 raios e não sei se são ou não fortes :D.
– para que aspectos é que se deve olhar a nível de componentes, tendo em consideração que quero experimentar/aprender um bocado de tudo sem que a bicicleta se parta ou apresente muitas limitações.
– até 300€, alguma sugestão ? (bicicletas completas, já que, infelizmente, não tenho tempo para montar peça a peça)
– E será coerente comprar estas bicicletas usadas ?
– Quadros como o que a Flybikes tem no site, permitem adicionar alguns extras, que em principio não me interessam. Que tipo de particularidades é que os quadros têm? lembrei-me disto, porque estou curioso em relação a afinação da tensão da corrente.

Bom, fica aqui uma síntese das minhas dúvidas e as quais vou tentar esclarecer e postar aqui. Se, entretanto me esclarecerem, também não me importo ;P. São dúvidas picuinhas? Talvez. Serão necessárias para quem só quer uma bicicleta para ver como é? Talvez não. Mas acompanham-me, por isso cá estão. Porque razão não pergunto isto num fórum ou numa loja? porque conheço poucos fóruns e não confio muito em lojas, e não tenho assim tanta urgência em saber isto tudo também.

E com a promessa que irei voltar a escrever sobre este assunto, já com mais algum conhecimento, despeço-me do sr. leitor, não sem antes voltar ao mundo do BTT, para dar resposta a algumas pesquisas que vêm dar a este blog. Os quadros Superbow (alumínio) da Corratec, andam pelas 1900g. Coisa que não me impressiona devido à estrutura do quadro. E que raio de vídeos é que são esses do ‘doutor(a) sexo’ ?

One Comment

    • usaralho
    • Posted Janeiro 8, 2009 at 10:27 am
    • Permalink

    Nunca andei de bmx mas já me lembrei de arranjar uma precisamente para treinar habilidades para transportar para a roda 26. Como também não percebo nada do assunto talvez seja essa uma das diferenças: facilidade de manuseamento visto que é mais pequena do que as bikes de dirt que tens no tópico. Digo eu :P


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: